Minha história como benfeitora!

Anne Sulivan Gomes Dantas

(Núcleo dos benfeitores de Lago da Pedra)

Hoje, posso dizer que ser benfeitora das vocações franciscanas é dom de Deus em minha vida e quero continuar difundindo o carisma franciscano até o dia que Deus me permitir viver.

Recebi um convite de uma amiga muito conhecida aqui em Lago da Pedra, o nome dela é Liomar, conhecida por Lió. Um dia cheguei na farmácia dela e após ser atendida, ela perguntou se eu não queria me tornar uma benfeitora das vocações franciscanas. Perguntei, o que é ser benfeitora das vocações franciscanas?  ela prontamente explicou que Frei Bernardo tinha andado aqui e estava formando esse grupo, onde o objetivo seria rezar e contribuir mensalmente na formação de um frade menor. Aceitei imediatamente e ainda disse assim para ela, graças a Deus que encontrei um grupo, porque já estive em encontros da Pastoral do Dízimo, Catequese, Apostolado da Oração e estou pensando em qual deles vou ficar e, pelo que escutei, parece que esse é meu chamado, tomara que eu seja útil em alguma coisa.

Depois de uma semana fui convidada para participar de um encontro em Bacabal, fui e fiquei totalmente calada durante um encontro que iniciou na sexta à noite e encerrou no domingo meio dia, mas voltei decidida a fazer alguma por esse grupo, principalmente pelos jovens vocacionados da Paróquia São José. Fui eleita coordenadora do grupo com 90% (noventa por cento) dos votos, mas, no estatuto da nossa Paróquia a escolha de coordenador de grupo, pastoral e movimento, é feita por lista tríplice, ou seja, os três nomes mais votados são enviados ao Pároco e, este escolhe o coordenador, não fui escolhida, mas isso não me impediu de continuar caminhando com o grupo, desde então a cada dia que passa estou mais envolvida nessa missão que me encanta muito, missão essa que ultrapassa a compreensão de mera contribuinte financeira, passei a ser uma irmã que comunga e partilha de um ideal apaixonante. Hoje, posso dizer que ser benfeitora das vocações franciscanas é dom de Deus em minha vida e quero continuar difundindo o carisma franciscano até o dia que Deus me permitir viver.

Os desafios são muitos, mas a força de vontade é maior ainda.

Abraço fraterno!

Quero continuar espalhando a paz e o bem neste mundo de tantas guerras!